Timidez

imagem 113

A timidez numa criança é uma característica da sua personalidade, como tantas outras que possui. A criança fica mais isolada, mesmo na hora do recreio, calada, sossegada, pouco participativa, e quando se sente exposta, pode suar, gaguejar, ter um batimento cardíaco mais acelerado, no entanto isso não significa que ela tem um problema, é apenas tímida. Contudo, quando esta característica é frequente e exagerada pode atrapalhar a sua forma de aprender e se dar no seu círculo com os seus pares e familiares. É importante o papel do professor que lida diariamente com a criança e a ajude a ultrapassar situações em que a timidez a prejudica no seu acto de aprender. O seu papel é de orientador, tal como uma estrada que apresenta sinaléticas e nos vai informando o caminho, o professor deve ir orientando o aluno com as suas estratégias, a sua sinalética de forma a que o aluno encontre o melhor caminho.

Por norma, a criança tímida é insegura, tem uma baixa autoestima, participa pouco nas actividades, tem poucos amigos, isola-se em grande parte, observa mais do que fala, não gosta de se expor.

Uma criança tímida pode ser facilmente esquecida pelo professor e pela turma, pois ela não atrapalha.

É importante em sala de aula o professor criar um vínculo com o aluno, observar o seu comportamento para perceber melhor, convidá-lo a participar nas actividades que propõe, elevar a sua autoestima elogiando o que faz com frases de incentivo, propor actividades em grupo sendo que escolhe ele os pares de forma a que ninguém fique excluído conduzir a aula de forma a que a turma tenha oportunidade de participar e se conhecer melhor, conversar coma turma sobre as diferenças de cada um, promover actividades extra curriculares. No entanto não deve forçar a criança a falar ou participar, dando-lhe espaço e tempo para que perceba que faz parte de um grupo e que ganha bastante em se envolver com todos. Nem expor o aluno através dos seus textos ou desenhos caso ele não pretenda vê-los expostos.

Conforme a idade e o grupo, pense em actividades que possam ser trabalhadas por todos, actividades que lhes permita conhecerem-se e abertura para falarem de si, dos seus gostos, dos seus receios, das suas vontades. Incentive, estimule e use frases positivas e inspiradoras.

E os pais em casa, também podem pensar em estimular a criança com algumas actividades em família, um jogo como por exemplo, ‘como me sinto hoje’, dando a oportunidade de cada um dos elementos da família falarem de como se sentem e encontrar forma de melhorar essa sensação. Dando o exemplo à criança em como temos forma de encontrar formas diferentes de encarar uma situação mais angustiante.

Imagem|internet

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s